Seg, 18 de Dezembro de 2017
ELEIÇÃO PARA VEREADOR.
Escrito por Márcio Alvarenga    Sáb, 14 de Janeiro de 2012 12:37    PDF Imprimir E-mail

Eis um pleito que exige do candidato uma exposição que seja muito superior a do próprio partido que nunca será capaz de garantir uma eleição. Nem é preciso dizer que a concorrência numa eleição para vereador é muito grande  e que em tese todos podem se considerar adversários potenciais. A maior dificuldade acontece por conta do conflito estabelecido na disputa dos votos, já que num mesmo bairro da cidade existe sempre mais de um candidato. O que vale numa eleição para vereador é a disputa voto a voto, pois assim como a criança conta carneirinho na hora de dormir, o candidato deve contar os votos. Mas, para ter a certeza desses votos é preciso uma pesquisa. Primeiro fator importante de uma pesquisa é conhecer se o candidato tem ou não rejeição, pois em caso afirmativo  a perspectiva de conquista de votos será muito mais difícil. Num segundo momento é que o candidato deve se preocupar em conhecer o seu potencial e contribuir para aumentá-lo cada vez mais. Há coisas que devem ser feitas. Há coisas que podem ser feitas. O bom político é aquele que conhece a diferença entre essas duas realidades.

Última atualização ( Sáb, 14 de Janeiro de 2012 12:38 )
 

Programa Trocando em Miudos     Sebrae      Portal do Investidor      INEP      Ipea      IBGE      Fundação Getúlio Vargas